Rita Lee, Salva de Vaias!

Publicado: 06.02.2012 em protesto, Rita Lee
Imagem
Confesso que nutria como admirador da música popular brasileira, uma preferência pelas músicas de Rita Lee, porém depois da forma vergonhosa como ela se portou no palco em Sergipe, confesso que passei a encarar a representante do Rock Nacional como um mal  exemplo e uma decepcionante lembrança, além de sentir involuntariamente, uma frustração em ver da Cantora uma atitude tão irracional como as registradas pela TV Brasileira.
Sou Evangélico, Policial Militar, gosto de filosofia e admiro a boa arte; talvez por causa da minha posição como religiosa, muitos se admirem meu gosto musical, mas fazer o que? gosto de Rock and Roll!!! porém, na mesma medida que gosto deste estilo musical, abomino na mesma proporção tudo que insulta, pré-julga, pré-conceitua e acima de tudo subestima minha imagem em qualquer aspecto.
Como Policial Militar, confesso minha revolta da falta de atitude imediata da autoridade presente do Governador do Estado, que se omitiu diante de todos, deixando que os policiais ali escalados INVOLUNTARIAMENTE, fossem um verdadeiro brinquedo nas mãos de uma senhora que não se deu o respeito diante de TRABALHADORES, que devido sua missão tiveram que permanecer sendo HUMILHADOS PUBLICAMENTE, por uma pessoa que não paga mais do que nenhum outro pelo ar que se respira, ou pelo sol que nos aquece. Há quem encare a saída do Político mor de Sergipe como um singelo protesto, porém, como a situação não pedia sutileza, encaro este suposto protesto, como fuga ou acovardamento do Governador que deveria demonstrar seu apoio imediato e irrestrito, valorizando seu policiamento, RETIRANDO-O de imediato, e em relação a Artista, CONDUZINDO-A a delegacia no Ato da Ofensa.
Como estudante da área de Humanas, Pós-graduando na área Jurídica, percebo que personalidades como a artista Rita Lee, usam de passados mau resolvidos, como se apoiou a “Super-humana Lee” na DITADURA, para descontar nos presentes componentes da instituição que fora seu desafeto nos momentos de repressão política, toda sua ira enclausurada e todo seu orgulho e razões feridas, cometendo INJUSTIÇAS tão absurdas e desprezíveis quanto as que deve ter passado a sexagenária Rita; Com isso demonstra enorme desumanidade com pais de famílias, estudantes, mães, que simplesmente são escalados, e precisam exercer seu papel, mesmo que debaixo de VAIAS, DEBOCHES, INSULTOS, DESRESPEITOS, e ABANDONO GOVERNAMENTAL.
Como admirador da Boa Arte, sinto-me forçado a desconsiderar toda minha paixão pela música da cantora Rita Lee, pois essa forma ESTÚPIDA, VULGAR, DESRESPEITOSA e RECALCADA, de se referir aos Policiais Militares, leva-me a não conseguir separar a Pessoa Desequilibrada do Palco à Artista do Bom Rock, o sentimento que antes era de prazer, agora representa tristeza e indignação, pois não passamos de Cachorros, somos a “ejaculação masculina em expressão chula” dita pela Roqueira Brasileira, numa interjeição que usada por causa de um desagrado, além de sermos filhos de Mulheres não dignas, pois fora assim que nos definiu a canonizada cantora Pop do Brasil.
Imagem
Acredito que assim como me sinto ouvindo essas declarações, se sentiria a Famosa caso se definisse que todas as cantoras de Rock, ou mulheres que usam cabelos vermelhos, ou até senhoras de 67 anos, como “mulheres vulgares“, embora isto seja apenas um exemplo, e é muito improvável que uma declaração dessas fosse veiculada por este espaço, pois SOU RESPONSÁVEL e a GENERALIZAÇÃO É BURRICE.  Me envergonho de Políticos como a Vereadora Heloísa Helena, que mesmo depois de uma amostra grátis de insultos, consegue TESTEMUNHAR A FAVOR DA CANTORA, como se os policiais possuíssem um imagem menos valiosa que a da cantora, e pudessem levar consigo o peso da humilhação ocorrida naquela triste noite de despedida de Rita Lee. 
Acredito só em uma coisa: a Impunidade neste país é a causa de tanto desrespeito com a imagem pública. Agride-se o Governador, O Chefe do Policiamento, os Policiais, os familiares dos policiais, e o que acontece são apenas vinte minutos do valioso tempo que a apologista da droga ilícita perde numa delegacia, não considerando-se o desacato estabelecido ali. Nestes momentos me envergonho do Brasil, pois percebo que é um país totalmente desmoralizado, inospitaleiro aos cumpridores de normas e amante dos descumpridores de Lei.  Isso não é Rock and Roll, é uma decepção.
Leitura Indicada: Jornal do Brasil
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s