O problema do Pacto Pela Vida em Pernambuco

Publicado: 19.07.2012 em crítica, DEFESA SOCIAL., Eduardo Campos, PACTO PELA VIDA, PM, Secretário, WILSON DAMÁZIO
Imagem

Muito me admiro quando ouço de reuniões que tentam chegar a solução do problema do Pacto Pela Vida, quando este projeto não tem alcançado seus 2% na redução dos Crimes no Estado, que segundo campanhas e revistas, possui o melhor governador do Brasil… 

Acredito que o melhor Governador do Brasil está esquecendo que, apesar do avanço nas pesquisas, e aceitação dos eleitores, seu governo não é feito apenas da sua figura ilustre, pois depende desde o faxineiro que varre o chão que o Excelentíssimo pisa, até o alto executivo de suas pastas de governo;

O que pode alavancar os números do Pacto Pela Vida no Estado de Pernambuco é pagar o devido valor ao profissional servidor que lida diretamente na Segurança do Estado, mesmo que este não possua o salário necessário para garantir a própria segurança; Policiais Militares, que são esses tais Profissionais Servidores, estão sem receber o prometido PDS (Prêmio de Defesa Social), mas há rumores que os Comandantes de Batalhão receberam… se é verdade não sabemos, infelizmente não possuímos fontes que nos forneçam informações valiosas como essa com um assinatura embaixo;
Outro rumor é que as Cotas de POGV (Policiamento Ostensivo Geral Voluntário), sofreram uma alteração que irá afetar bruscamente os policiais que se escravizam  em troca deste trocado que o Estado joga nos pais de família da Corporação Policial Militar: Aumento e Diminuição… deixem-me explicar: Segundo comenta-se entre os Policiais Militares, O POGV extinguiu-se dando lugar a DIÁRIAS; Cada diária dessas custará para o estado R$ 120,00 (cento e vinte Reais), porém, cada Policial Militar só poderá tirar no máximo 08 (oito) e no mínimo 05 (cinco) de 8h00; Por média, se cada policial militar tirar cinco diárias, sairá no final do mês com mais R$ 600,00 (seiscentos reais). O Grande Problema é que o Governo fez um jogo malicioso de cobrir e descobrir, estica e encolhe, puxa e empurra…
Havíamos falado que o POGV Aumentou e Diminuiu; Caso os boatos que estão se espalhando no seio da tropa se confirme, aumentou-se o valor que se pagava (um dia do POGV custava em média R$ 33,00) juntamente com o aumento carga horária do serviço (o serviço de 6h00 passará para 8h00); consequentemente e diminuíram-se as vagas e a expectativa de lazer do policial; Isto poderá ser um fato porque, o policial que se voluntariar para a possível nova realidade do serviço extra, ficará a disposição da necessidade de policiamento da DGO! 

Assim sendo, os Policiais que odeiam o POGV terão a oportunidade de expurgar de suas vidas esse VÍCIO que em nada ajuda o desenvolvimento do profissional, pelo contrário, tiram-lhe a oportunidade de usufruir do convívio familiar e provar novas possibilidades e expectativas profissionais e pessoais; Os poucos (ou muitos!) que ainda se submeterem por força da necessidade, terão que suportar as cobranças desnecessárias à profissionais, por parte daqueles que desprezam a dignidade da pessoa humana.
O bom seria, de todo coração, que o POGV acabasse; necessitamos de uma regularização real no salário, e aumento e diminuição desses tipos de orçamentos extras, infla-nos de falsas expectativas que tende a colocar o Policial cada dia mais embaixo de um jugo social de desvalorização e exaustão da imagem do homem detentor do ofício Policial Militar.
O Poder delegado ao Policial Militar está defasado pelo mau zelo do Governo, por não cobrir este servidor de ferramentas que vão além das armas e viaturas; O PM precisa ser reconhecido, assim como os demais funcionários da alta cúpula do executivo, com salários que pagam realmente o esforço e o juramento de DEFENDER A SOCIEDADE MESMO COM O RISCO DA PRÓPRIA VIDA!
Anúncios
comentários
  1. Anonymous disse:

    Como alguém pode escrever tantas linhas e não dizer absolutamente nada! Parabéns! Não é pra qualquer um.

  2. Leitor disse:

    O Governador eduardo Campos em parceria com o Secretário de Defesa Social Wilson Damásio, diminuiu mais de R$ 800,00 de benefício (aumento do soldo para pouco mais de R$ 1.800,00, corta o benefício Federal do PRONASCI ), e as novas cotas de diárias para o serviço extra (PJES), elimina mais de 50% dos policiais que se submetiam, cortando mais R$ 387,00 do orçamento já arpetado do Policial MIlitar de Pernambuco.

    O Policial Militar de Pernambuco está desamparado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s