Deus muda o cativeiro de Jó

Publicado: 11.08.2012 em cativeiro, Devocional,

Imagem
Ouvindo, pois, três amigos de Jó todo este mal que tinha vindo sobre ele, vieram cada um do seu lugar: Elifaz o temanita, e Bildade o suíta, e Zofar o naamatita; e combinaram condoer-se dele, para o consolarem.
E, levantando de longe os seus olhos, não o conheceram; e levantaram a sua voz e choraram, e rasgaram cada um o seu manto, e sobre as suas cabeças lançaram pó ao ar.
E assentaram-se com ele na terra, sete dias e sete noites; e nenhum lhe dizia palavra alguma, porque viam que a dor era muito grande. 
Jó 2:11-13 

E o SENHOR virou o cativeiro de Jó, quando orava pelos seus amigos; e o SENHOR acrescentou, em dobro, a tudo quanto Jó antes possuía. 
Jó 42:10 


Como Deus muda as situações! Jó perdera seus filhos, bens e a companhia da Esposa, agora o diabo vem e toma-lhe a saúde! diante do quadro desesperador, três amigos vem ao seu encontro, homens bem intencionados, cheios de solidariedade, entretanto, cheios primeiramente de si, de seus orgulhos e preconceitos, não podiam enxergar nada além do que seus olhos viam: Um Estranho, sentado em meio as cinzas, com cacos de telhas, coçando suas feridas (Jó 2: 8);

Como todo homem centrado em suas próprias conclusões, e não havendo resposta, atingindo assim o limite do intelecto para a compreensão de determinadas circunstâncias, pasmam: Elifaz, Bildade e Zofar, três velhos que queriam consolar o amigo agora precisavam ser consolados, durante sete dias nada fizeram a não ser descer ao nível do velho amigo, para tentar compartilhar um pouco a sua dor;

Que tristeza era ver aquela cena: Três velhos, indagando e interpolando um moribundo e desprezado senhor, que de tantas riquezas extraíra apenas dor e solidão; Um Jovem porém, o tímido Eliú, que diante daqueles sábios da sua terra, não acreditava no que ouvia; “De longe trarei o meu conhecimento; e ao meu Criador atribuirei a justiça“! (Jó 36:3), disse o jovem na sua terna intervenção, porém as palavras do menino, nada amenizaram o sofrimento do Servo de Deus, antes lhe mostraram o quanto errara diante de Deus, sendo assim ainda mais merecedor de maior opróbrio;

Porém,lá do Céu tudo ouvia Deus, via o quanto Jó, seus amigos e o Jovem tímido lutavam contra os seus limites para entender o que se passava na vida do servo do Altíssimo: Deus resolve mudar o cativeiro de Jó, quando este orava por seus acusadores; Como bem falou o Jovem em seu início de discurso: Eis que Deus é mui grande, contudo a ninguém despreza; grande é em força e sabedoria.Ele não preserva a vida do ímpio, e faz justiça aos aflitos! (Jó 36:5-6) Deus dá ao seu servo tudo que antes possuíra, em dobro, e fez aos amigos do provado Jó presentear-lhe com importâncias dignas das pessoas mais nobres (Jó 42:11); 

Jó tornou-se “mais do que o primeiro” (Jó 42: 12), porque foi fiel, e porque há um Deus nos Céus, que quando prova a vida de seus queridos, é para dobrar e multiplicar as bênçãos que já tem derramado! Deus é aquele que permite a prova, e é o único que muda o cativeiro, além dEle não há outro!
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s