Policiais: negócio muito lucrativo para as Associações pernambucanas

Publicado: 23.06.2015 em Sem categoria

 

 

 

nilljunior.com.br

Imagem

Se estamos em uma democracia, e, se de fato desfrutamos de uma censura livre, vou poder falar sem medo:

Sou Policial Militar a 17 anos, meu bem vindo na policia foi recebido dois anos depois com uma greve (em 2000 se não me esqueço), que nos rendeu uma vaga na Assembleia Legislativa, e sendo sincero, não me lembro se houve um aumento significativo, porem, a sociedade sentiu a importância da PM e a falta que ela faz na rua;

Houve nessa luta, uma entidade que nos representou: a ACS-PE; Bem, naquele momento era o que tínhamos de melhor, e foi o que de fato garantiu que muitos praças hoje estejam ainda na corporação, pois, vestindo literalmente a camisa, os lideres da Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco foram levados a lugares terríveis, ameaçados, psicologicamente torturados, moralmente agredidos, porém, corporativamente forte.

Esse fortalecimento deu-se devido a um detalhe: UNIÃO; na época não me lembro de muitas associações, tínhamos a ACS, a AOSS (atual AME – não sei se esta escrito certo ou se minha dedução esta correta), não me lembro da ASPRA, e acredito que eram apenas essas duas;

Hoje, quase duas décadas depois, observo uma EPIDEMIA, e porque não dizer UMA INFESTAÇÃO de ASSOCIAÇÕES, que afirmam nos representar e lutar pelo nosso ideal, mas, acredito que o termômetro de uma categoria é o seu modus vivendis, o que de fato essa categoria tem desfrutado em qualidade de vida devido aos seus ganhos, conquistas, e FOCO;

UNIÃO e FOCO, gostaria de concentrar agora minhas palavras nesses dois substantivos. O que estes dois nomes significam de fato para TODAS essas ASSOCIAÇÕES? O que podem falar de UNIÃO, ou o que podem nos mostrar como FOCO? quero antes de tudo frisar aqui que NÃO SOU DA ASSOCIAÇÃO de CABOS e SOLDADOS, muito menos estou sendo contratado para falar bem de alguma OUTRA, mas venho como policial militar perguntar aos senhores presidentes sobre o que de fato se pretende com TANTAS ASSOCIAÇÕES? Por possuirmos tantas entidades representativas, eramos para estar melhor que outras categorias publicas, ou no minimo, estaríamos SATISFEITOS pelas conquistas obtidas, mas a realidade nos mostra outra situação: insatisfação, revolta, frustração, e o melhor de tudo é que estamos DESFOCADOS e DESUNIDOS.

Me pergunto o porque de tantas? O que estão fazendo de fato em FAVOR da TROPA? Seja quem for o presidente, seja qual for a diretoria, a pergunta é: ONDE ESTÁ O REPRESENTANTE DA TROPA? se estamos de fato com um corpo jurídico eficiente nessas associações, porque então não conseguimos o minimo de nossos pleitos? E se não estão funcionando como deveriam, porque não se contrata novos advogados?

Não estou negando as conquistas, mas estou querendo respostas. Recentemente a ACS-PE divulgou um beneficio apenas aos seus associados… É uma entidade representativa de uma categoria, ou um clube fechado? A APBOM com seu merchan atrativo aos “novos policiais”, colocando uma divisória secular entre novatos e veteranos. Não me ponho como Juiz, pois não fiz nenhuma pesquisa investigativa entre as entidades (ACS, ASPRA, AME, APBOM, APOLBM…), mas me coloco como consumidor do produto oferecido: SONHOS, EXPECTATIVAS, ESPERANÇA e FÉ.

COLOCO EM XEQUE o foco e a dita “união” dessas entidades com a tropa e pela tropa; se ao menos essa concorrência de diretorias gerassem resultados, seria até salutar a existência de mais algumas, mas a verdade é: que “entre 8 e 80 não está havendo diferença”.

Então concluo afirmando que vejo toda essa febre de ASSOCIAÇÕES como obsoleta para a tropa, possa ser que esteja funcionando, para meia duzia, mas esses não representam os integrantes da PMPE, que além de ter que lidar com a maldade do Governo do Estado, tem agora que saber discernir entre heróis, políticos e ladrões que vestem a mesma farda.

Quero estar errado em achar que o motivo não é mais a tropa, mas a lã que esta possa produzir, me disponho a falar primeiro por que isso é compulsivo, segundo por ser blogueiro (mesmo que inerte no momento) e como tal, sinto-me obrigado a mexer o “angu” para evitar o que se forme caroços;

A Hidra é um ser MITOLÓGICO, e sua origem é do mal! Quanto mais se corta a cabeça, mais cabeças surgem! Se não pararmos de dividir a tropa com tantas cabeças, chegaremos a um ponto que será insustentável para o corpo mantê-las, será um corpo inchado, sem foco e desunido.

Finalizando, acredito que está na hora de pegar uma borracha e apagar toda essa tarefa errada, sentar e começar a ler as questões com no mínimo a intenção de entende-las… REMENDO NOVO EM PANO VELHO NÃO SE SUSTENTA, e essa história de DIVIDIR PRA CONQUISTAR?, não cabe dentro da tropa, nem agora, nem nunca!!! A TROPA TEM QUE SE UNIR PRA CONQUISTAR seus ideais!

Jesus, porém, conhecendo-lhes os pensamentos, disse-lhes: Todo reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda cidade, ou casa, dividida contra si mesma não subsistirá.
(Mateus: 12. 25)

Gregório Jr.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s